Governo lança Viaja Mais e o 2º Viaja Mais Melhor Idade

Portaria do Ministério do Turismo, publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 04, institui o Programa Viaja Mais e o Projeto Viaja Mais Melhor Idade. O objetivo do programa é incentivar brasileiros a viajarem pelo Brasil e será composto pelos seguintes projetos: Viaja Mais Melhor Idade; Viaja Mais Jovem e Viaja Mais Trabalhador.

SANDRA MANFRINI, Agência Estado

04 de setembro de 2013 | 08h49

Com relação ao Viaja Mais Melhor Idade, o objetivo é promover a inclusão social de idosos, com idade a partir de 60 anos, dos aposentados e pensionistas, dando-lhes oportunidades de viajar em condições favoráveis, contribuindo para o fortalecimento do setor de turismo no Brasil. O programa oferece descontos e vantagens exclusivas em pacotes turísticos para idosos.

Segundo informações do Ministério do Turismo, hoje, às 17h, será lançado, em São Paulo, durante a 41ª Feira de Turismo das Américas, a segunda edição do Programa Viaja Mais Melhor Idade. O objetivo, destaca o ministério, é movimentar o mercado interno de viagens, principalmente na baixa temporada, por meio de descontos e vantagens exclusivas.

A principal novidade para a segunda edição do Viaja Mais Melhor Idade, de acordo com o ministério, é a possibilidade de comprar serviços separadamente e a entrada de instituições bancárias como parceiras da iniciativas. Na primeira edição do programa, que funcionou de 2007 a 2010, a comercialização era restrita a pacotes fechados ou serviço de hospedagem.

"O objetivo, agora, é oferecer um projeto mais amplo e mais vantajoso para o consumidor, com a possibilidade, inclusive, de oferta de promoções para aposentados e pensionistas com 60 anos ou mais também em períodos de alta estação, a critério da empresa participante", destaca o ministério.

Num primeiro momento, o programa vai trabalhar com operadoras de turismo e agências de viagem. Na segunda fase, a ideia é contar com empresas dos mais variados portes, que atuem em diversas atividades do setor, como receptivos locais, parques temáticos, companhias aéreas, meios de hospedagem e locadoras de veículos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.