Governo mantém IPI sobre carro,corta imposto da construção civil

O governo anunciou nesta segunda-feira a prorrogação por três meses da redução do IPI sobre veículos e caminhões, após avaliação de que a medida foi bastante positiva para a atividade do setor. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, informou que o corte inclui agora um acordo para a manutenção do emprego no setor.

REUTERS

30 de março de 2009 | 11h58

"Esta medida foi muito bem-sucedida, porque houve uma recuperação rápida da atividade... a indústria automotiva é importante para o país porque é uma cadeia produtora que chega a representar 23 por cento do PIB industrial", disse Mantega.

Entre outras medidas anunciadas pelo governo, estão a redução do IPI sobre materiais para a construção civil, entre os quais cimento, de 4 por cento para zero.

Por outro lado, o governo decidiu elevar o IPI e o PIS-Cofins sobre cigarros, com impacto médio de 30 por cento no preço final do produto.

(Reportagem de Carmen Munari; texto de Alexandre Caverni; edição de Alberto Alerigi Jr.)

Mais conteúdo sobre:
AUTOSIPIANUNCIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.