Governo quer votar Código Florestal depois das eleições

O governo vai tentar impedir a votação na Câmara do projeto que muda o Código Florestal antes das eleições. O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), disse que a orientação é segurar o projeto para ser votado em um clima mais tranquilo. "Um tema complexo como esse é melhor votar depois das eleições. Vamos trabalhar para não ir ao plenário agora", disse Vaccarezza.

DENISE MADUEÑO, Agência Estado

21 de junho de 2010 | 19h16

Polêmico, o projeto que muda o Código Florestal opõe as bancadas ruralistas e ambientalistas na Câmara. Os ruralistas apoiam a proposta do relator, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), cuja votação está prevista para a próxima semana na comissão especial da Câmara. Entre os seus pontos principais, a proposta transfere para os Estados a competência de definir as áreas de proteção ambiental, possibilita a redução de áreas de preservação permanente nas margens dos rios e muda as regras para definição de reserva legal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.