Governo receberá centrais para falar de mínimo na próxima semana

Governo e centrais sindicais vão se reunir na próxima semana para discutir o reajuste do salário mínimo e dos aposentados que ganham acima do piso nacional e a correção da tabela do imposto de renda, confirmou nesta quarta-feira a Secretaria-Geral da Presidência.

REUTERS

19 de janeiro de 2011 | 18h58

O ministro Gilberto Carvalho vai receber representantes das centrais. Na semana passada, o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força, afirmou que a presidente Dilma Rousseff deveria conversar com as centrais sindicais ou ao menos indicar alguém do governo para negociar essas questões.

Paulinho informou nesta quarta, ao sair da reunião com o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), que fora convidado para uma reunião na próxima quarta-feira, o que foi confirmado pela Secretaria-Geral da Presidência.

Na sexta-feira, após a primeira reunião ministerial do governo Dilma, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou que o salário mínimo será de 545 reais a partir de 1o de fevereiro. Apesar de ser superior aos 540 reais anunciados inicialmente, o valor ainda está distante dos 580 reais reivindicados pelas centrais sindicais.

(Reportagem de Jeferson Ribeiro)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICAREUNIAOSINDICATOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.