Greenpeace não fará protestos

O Greenpeace não organizará grandes protestos durante a reunião do clima no Catar, segundo Hoda Baraka, chefe de Comunicação do Projeto do Greenpeace para o Mundo Árabe e Mediterrâneo. "Por causa de problemas práticos, em um país no qual não temos escritórios, decidimos não organizar eventos visuais como costumamos fazer em outras conferências", disse.

O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2012 | 02h03

Segundo ela, não seria possível "realizar atividades com impacto suficiente a um custo razoável". Por isso, o foco da organização ambientalista no evento será no trabalho corpo a corpo de pressionar as delegações diplomáticas e comunicar os avanços (e retrocessos) das negociações à imprensa mundial. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.