Greve da EMTU afeta pelo menos 200 mil em SP

A greve dos motoristas de ônibus da região do ABC paulista que teve início hoje deve afetar cerca de 200 mil passageiros durante todo o dia, segundo os cálculos da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU-SP).

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

01 Junho 2011 | 15h03

Das 19 permissionárias gerenciadas pela EMTU-SP, quatro estão operando normalmente e uma opera parcialmente. A concessionária que opera o Corredor Metropolitano ABD, que liga o bairro de São Mateus, no extremo leste da capital paulista, ao Jabaquara, na zona sul, atravessando os municípios de Mauá, Santo André, São Bernardo do Campo e Diadema, está funcionando com 75% da frota.

No ABC, há cerca de 130 linhas operadas por aproximadamente 850 ônibus. Segundo a EMTU, a greve acontece por causa da negociação salarial por ocasião da data-base da categoria com os empresários do setor.

Mais conteúdo sobre:
greve EMTU transportes

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.