Greve de funcionários de ônibus chega ao 4º dia em SP

A paralisação dos funcionários da empresa de ônibus Oak Tree, que atende a zona oeste da capital paulista, continua na manhã desta terça-feira, 3, chegando ao seu quarto dia. De acordo com a São Paulo Transporte (SPTrans), 83 ônibus de nove linhas permanessem estacionados na garagem, afetando passageiros da região.

AE, Agência Estado

03 de setembro de 2013 | 09h36

Os empregados da viação decidiram cruzar os braços por conta de problemas trabalhistas. Em nota, a SPTrans informou que a Oak Tree já foi multada em R$ 16.560,00, "conforme determina o regulamento do contrato de concessão em vigor".

Ônibus reservas do Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese) estão circulando para atender os usuários, mas a frota é menor - 45 ônibus em oito linhas. A greve dos motoristas e cobradores da empresa começou por volta das 14h do sábado, 31.

Mais conteúdo sobre:
paralisaçãoônibusSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.