Greve de policiais acaba e Serra sanciona aumento

Os policiais civis de São Paulo suspenderam ontem uma greve, que já durava dois meses, após a decisão do ministro Eros Grau, do Supremo Tribunal Federal (STF), que cassou sua liminar anterior que concedia o direito de paralisação à categoria. Até ocorrências de crimes que podem ser feitas pela internet foram registradas nesta quinta-feira. Os adesivos referentes à paralisação, porém, continuavam nas paredes dos distritos.Também ontem, o governador do Estado José Serra (PSDB) sancionou os quatro projetos de lei complementares que beneficiam policiais civis, militares e técnico-científicos, além de aposentados e pensionistas. Dessa forma, os salários serão reajustados em 6,5% este mês. Também houve a extinção da quinta classe e redistribuição dos cargos; diminuição no tempo mínimo de contribuição de aposentadoria de 35 para 30 anos; e acréscimo de 50% da média do Adicional de Local de Exercício (ALE) recebido nos últimos cinco anos para aposentados e pensionistas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.