Greve na África do Sul pode afetar obras de estádios da Copa

O maior sindicato da África do Sul informou nesta terça-feira que seus membros no setor de construção civil podem iniciar uma greve por aumento de salário a partir do dia 8 de julho, interrompendo a construção de estádios que serão utilizados na Copa do Mundo de 2010.

REUTERS

30 Junho 2009 | 11h53

O Sindicato Nacional de Mineradores (NUM, na sigla em inglês), que também representa trabalhadores da construção, informou em comunicado que enviou à entidade que representa os empregadores no setor de construção uma notificação informando sobre o começo de uma greve, após o colapso na sexta-feira das negociações salariais.

"Uma greve deve começar no dia 8 de julho", disse Lesiba Seshoka, porta-voz do sindicato.

Outros setores que poderão ser afetados pela greve incluem estações de trens de passageiros, usinas elétricas, rodovias e um terminal de exportação de carvão.

(Reportagem de James Macharia)

Mais conteúdo sobre:
AFRICASSINDICATOGREVE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.