Greve prejudica 1 milhão de passageiros de ônibus no DF

Cerca de 1 milhão de passageiros de ônibus estão sendo prejudicados hoje pela greve dos rodoviários no Distrito Federal. Ao menos 2.300 ônibus não saíram das garagens neste segundo dia de paralisação. Ontem, vários ônibus de cooperativas que não aderiram ao movimento foram depredados por grevistas. Por isso, uma empresa e duas cooperativas também deixaram de circular nesta terça-feira, o que tirou mais 280 coletivos das ruas.

FABIANA MARCHEZI E SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

22 de junho de 2010 | 11h23

Os motoristas e cobradores pedem um aumento salarial de 20% e a renovação do acordo coletivo. Na última sexta-feira, o Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (DF/TO) determinou que os oficiais de Justiça continuem a fiscalizar os terminais de ônibus a fim de verificar o porcentual de veículos em circulação.

O Sindicato de Empresas de Transporte Coletivo Urbano do DF pediu na Justiça do Trabalho a aplicação da multa de R$ 100 mil ao sindicato dos trabalhadores, alegando abuso do direito de greve e por não manter o índice de 60% de ônibus nas ruas, segundo informações das empresas e noticiadas pela imprensa.

Tudo o que sabemos sobre:
greverodoviáriosDF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.