Gripe A H1N1 volta a matar no Rio Grande do Sul

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul confirmou hoje o primeiro óbito provocado pelo vírus Influenza A H1N1 em 2011. A vítima é uma mulher de 48 anos, moradora da área rural de Anta Gorda, município de seis mil habitantes localizado no nordeste do Estado.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

08 de junho de 2011 | 18h03

Ela sentiu sintomas de gripe no dia 29 de maio, procurou atendimento médico e foi internada num hospital de Ilópolis, no dia 1º de junho e no dia seguinte foi transferida para o Hospital de Caridade de Três Passos, a 300 quilômetros de distância, no noroeste, onde havia vaga disponível em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), e morreu na segunda-feira, 6. O corpo foi enterrado ontem na cidade de origem.

Além do óbito, o Rio Grande do Sul teve outros dois casos confirmados de Gripe A neste ano, ambos com evolução para a cura, e investiga outras 84 notificações de suspeita da doença. O Estado foi um dos mais afetados pela epidemia de 2009, com 3,5 mil pessoas contaminadas e 297 mortas, e não detectou a doença provocada pelo A H1N1 em 2010.

Mais conteúdo sobre:
saúdegripemorteRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.