Gripe aviária mata mulher de 35 anos na Indonésia

Uma mulher de 35 anos morreu na Indonésia em conseqüência do vírus da gripe aviária, elevando o número de vítimas mortais da doença no país para 57, informou o Ministério da Saúde. A mulher começou a apresentar sintomas da gripe aviária (febre alta e problemas respiratórios) no dia 7 de novembro. A vítima anterior foi uma criança de 30 meses, que ficou doente no dia5 de novembro e morreu na Segunda-feira. Desde os primeiros registros de casos humanos de gripe aviária na Indonésia, em 2005, o número de contágios e de mortes não pára de crescer. O ministro da Agricultura, Anton Apriyantono, anunciou no fim de outubro controles na criação de aves de granja nas áreas residenciais, para impedir a propagação da epidemia. A medida é umreforço aos programas de vacinação. A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) calcula que 200 milhões de aves são criadas em pequenas granjas no arquipélago indonésio, formado por mais de 18mil ilhas e povoado por 240 milhões de habitantes. A OMS contabiliza 258 casos de gripe aviária em humanos no mundo todo desde 2003. Foram 153 mortes, segundo o último boletim, semcontar a indonésia de 35 anos. Os países afetadossão Azerbaijão (5 mortos), Camboja (6), China (14), Egito (7), Indonésia (56), Iraque (2), Tailândia (17), Turquia (4) e Vietnã(42).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.