Gripe aviária pode ter matado duas meninas no Azerbaijão

As autoridades do Azerbaijão informaram hoje que investigam se a doença de que sofrem seis membros da mesma família, na qual já morreram duas meninas, está relacionada à gripe aviária.O vice-ministro de Saúde do Azerbaijão, Abbas Valibékov, explicou que os doentes, que residiam no distrito de Salián, no sul do país, e que tinham aves de curral, foram hospitalizados. Existe a suspeita de que estejam infectados com o vírus da gripe aviária."O diagnóstico prévio indica que todos têm uma pneumonia grave, mas o caso é muito suspeito", disse o funcionário à imprensa na capital, Baku, segundo a agência russa Interfax.Valibékov afirmou que os especialistas realizam testes de laboratório e que, além disso, as mostras foram enviadas a Londres para que os analistas britânicos ajudem a esclarecer as causas da doença e da morte das meninas.Casos de gripe aviária, com a presença da cepa H5N1 do vírus, que pode ser letal para o homem, foram detectados na vizinha Geórgia e também na Rússia, onde a epidemia se propagou para seis regiões do Cáucaso norte e a zona banhada pelos Mar Cáspio.

Agencia Estado,

05 de março de 2006 | 08h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.