Gripe mata 27 na Grã-Bretanha e se espalha pela Europa

A gripe já matou 27 pessoas na Grã-Bretanha desde outubro, e a transmissão do vírus está se intensificando em toda a União Europeia, disseram autoridades sanitárias na quinta-feira.

KATE KELLAND, REUTERS

23 de dezembro de 2010 | 16h59

Os dados mais recentes da Agência de Proteção Sanitária (HPA) da Grã-Bretanha apontaram 24 mortes pelo vírus H1N1, causador da pandemia da chamada "gripe suína" em 2009. Outras três mortes foram causadas pela cepa conhecida como gripe tipo B.

Do total de vítimas, eram 18 adultos e 9 crianças.

"O nível de atividade gripal que estamos vendo atualmente está nos níveis vistos com frequência durante as temporadas gripais de inverno, mas devido ao fato de que o H1N1 é uma das cepas predominantes em circulação no momento, estamos vendo mais doenças severas em pessoas com menos de 65 anos de idade do que esperaríamos normalmente", disse John Watson, chefe do departamento de doenças respiratórias da HPA.

Marc Sprenger, diretor do Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças, disse em nota que o ritmo de difusão da gripe está se intensificando em todo o continente.

A Organização Mundial da Saúde diz que o H1N1 deve ser a cepa gripal predominante neste inverno do Hemisfério Norte, e por isso é um dos alvos da vacina sendo administrada atualmente contra gripes sazonais.

Tudo o que sabemos sobre:
GRIPEEUROPAMORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.