Gripe suína faz Distrito Federal adiar volta às aulas

A Secretaria de Educação do Distrito Federal adiou em uma semana a volta às aulas nas escolas públicas por causa da gripe suína. Ao longo da próxima semana, afirmou o secretário José Luiz da Silva Valente, diretores e professores das 620 escolas que integram a rede receberão uma capacitação sobre o tema, com informações sobre a doença, formas de proteção, orientações para alunos e maneiras de identificar casos suspeitos. Com a mudança, o segundo semestre letivo terá início no dia 3 de agosto.

LÍGIA FORMENTI, Agencia Estado

25 Julho 2009 | 13h00

Na quinta-feira, o Ministério da Saúde e o da Educação enviaram uma recomendação conjunta para que alunos com sintomas da gripe faltem às aulas até a melhora do seu estado geral. Valente afirmou que a decisão da sua pasta em nada contraria a recomendação do ministério. "A medida não tem caráter de prevenção de novos casos, mas de orientação para professores." A decisão da secretaria foi comunicada ontem ao Ministério da Saúde. Valente afirma que, com a suspensão, o calendário escolar deve sofrer um ajuste. A rede pública do DF tem 520 mil alunos do ensino infantil, fundamental, médio e adulto. Brasília registra até o momento 44 casos confirmados de gripe suína e 6 em investigação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.