Grupo anarquista assume ataque a executivo da Ansaldo--jornal

Um pequeno grupo anarquista italiano assumiu a responsabilidade pelo ataque contra um executivo de alto escalão do grupo de engenharia nuclear Ansaldo Nucleare, informou o jornal Corriere della Sera nesta sexta-feira.

REUTERS

11 Maio 2012 | 08h33

O jornal disse que havia recebido uma carta de um grupo que se chama Frente Revolucionária da Federação Anarquista Internacional Informal Olga Nucleus, afirmando que havia realizado o ataque para punir "um dos vários feiticeiros da indústria atômica".

O chefe-executivo da Ansaldo Nucleare, Roberto Adinolfi, de 53 anos, foi baleado na perna por dois atiradores mascarados em Gênova, na segunda-feira, provocando temores de um retorno do violento grupo de extrema-esquerda Brigadas Vermelhas, que atuou no anos 1970 e 1980.

(Reportagem de James Mackenzie)

Mais conteúdo sobre:
ITALIAANARQUISTAATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.