Grupo coloca fogo em mulher no centro de BH

Uma mulher de 32 anos ficou em estado grave após ter 80% de seu corpo queimado, na madrugada desta sexta-feira, por um grupo suspeito de tráfico de drogas no centro de Belo Horzonte, em Minas Gerais. De acordo com informações da Polícia Militar, a quadrilha foi detida.

GHEISA LESSA, Agência Estado

25 Maio 2012 | 11h00

Segundo o boletim de ocorrência, uma viatura da Polícia Militar teria notado um tumulto na Avenida Santos Dumond, no centro de Belo Horizonte. Quando os agentes militares se aproximaram do local, eles notaram que a causa da confusão era o corpo de uma mulher que ainda estava em chamas.

Segundo informações da assessoria de imprensa da PM do Estado, uma testemunha informou que um homem teria se aproximado da mulher e a agredido sem motivo identificado. Acompanhado de um outro suspeito, o homem teria ido a uma farmácia próxima e comprado uma garrafa de álcool. Ainda segundo a testemunha, os suspeitos teriam imobilizado a mulher e colocado fogo em seu corpo.

Os policiais militares levaram a mulher até o Hospital João XXIII em estado grave.

Os homens, acompanhados de duas garotas, teriam tentado pegar um táxi, na região da Praça Rio Branco, mas uma segunda viatura da Polícia Militar identificou os suspeitos e os detiveram. Conforme informações da polícia, o grupo é conhecido por denúncias de tráfico de drogas na região. O caso foi registrado na Divisão de Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente (DOPCAD) de Belo Horizonte.

Na manhã desta sexta-feira o hospital informou que a mulher respirava com ajuda de aparelhos e continuava em estado grave.

Mais conteúdo sobre:
BHmulher incendiada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.