Grupo é preso após manter 11 reféns em bingo de SP

Onze pessoas, entre elas uma grávida de cinco meses, enfrentaram duas horas de pânico nas mãos de quatro assaltantes em São Paulo. Armados com metralhadora e pistolas, o grupo manteve os reféns entre 2h e 4 horas de ontem, num cyber café na Rua Gravi, no Bosque da Saúde, zona sul. Segundo a polícia, a quadrilha invadiu o imóvel para roubar dinheiro das máquinas de videobingo. O cyber, ainda conforme relato da polícia, servia de fachada para um bingo clandestino. Ninguém se feriu e os suspeitos foram presos em flagrante. Quando a viatura da Polícia Militar chegou ao endereço, os ladrões se preparavam para sair dali, mas com medo, voltaram para o imóvel e dominaram as pessoas. Após a negociação, toda a quadrilha se entregou. Os presos carregavam uma metralhadora 9 milímetros, um revólver, duas pistolas , um colete a prova de balas, toucas, um par de algemas e uma capa de colete com o nome da Polícia Federal. As informações são do Jornal da Tarde.

AE, Agencia Estado

03 Dezembro 2008 | 10h04

Mais conteúdo sobre:
violência SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.