Grupo faz uma pessoa refém para roubar loja em SP

Uma quadrilha de seis pessoas roubou uma loja de surf em Guarulhos, na Grande São Paulo, usando um veículo roubado poucas horas antes na Vila Sabrina, na zona norte da capital. O dono do veículo roubado foi mantido em um cativeiro enquanto a quadrilha realizava o assalto. Segundo a Polícia Militar (PM), foram levados da loja cerca de R$ 25 mil em mercadorias, que foram todas recuperadas. Um casal foi preso e o refém, libertado sem ferimentos.

DANIELA DO CANTO, Agencia Estado

26 Junho 2009 | 08h39

Duas pessoas armadas abordaram o aposentado M.A.S, de 79 anos. Eles deixaram o aposentado em um cativeiro na zona norte da capital paulista. Em seguida, o veículo da vítima foi usado no roubo à loja na Vila Aeroporto, em Guarulhos. Seis pessoas, entre elas uma mulher, participaram do crime. Quatro delas estavam armadas. O proprietário e dois funcionários da loja foram colocados nos provadores enquanto o grupo recolhia as mercadorias.

As vítimas teriam dito à PM que ouviram os integrantes da quadrilha comentarem que um deles pertencia à gangue da marcha à ré. Assim que os ladrões deixaram o estabelecimento, a PM foi acionada e informada sobre as características dos criminosos. No Parque Edu Chaves, zona norte da capital, PMs da Força Tática do 43º Batalhão encontraram o veículo, ocupada apenas por um casal, que foi preso. Daniel José de Santana, de 23 anos e Abigail da Silva, de 19 anos, foram levados ao 73º Distrito Policial (Jaçanã).

Conforme os policiais, no momento da prisão, Santana usava um boné roubado da loja, ainda com a etiqueta. A polícia descobriu que Abigail mora no mesmo Cingapura onde o aposentado dono do veículo foi mantido refém. Em buscas na casa de Santana, a polícia localizou as mercadorias roubadas da loja. Segundo a PM, ele já tem passagem por homicídio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.