Grupo ligado à Al Qaeda diz ter sequestrado 41 na Argélia

Militantes islâmicos ligados à Al Qaeda afirmaram ter sequestrado 41 pessoas, entre elas sete norte-americanos, numa operação em uma usina de gás no sul da Argélia, afirmaram duas agências de notícias sediadas na Mauritânia.

Reuters

16 de janeiro de 2013 | 14h43

Os militantes disseram que os ataques eram uma retaliação ao fato à permissão dada pela Argélia para que a França use o espaço aéreo do país para bombardear o território do Mali, segundo a ANI e a Sahara Media, as agências que afirmaram terem conversado com os militantes.

(Reportagem de Laurent Prieur e John Irish)

Tudo o que sabemos sobre:
ARGELIAATAQUESSEQUESTROS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.