Grupo Rede Energia faz pedido de recuperação judicial em SP

O Grupo Rede Energia ajuizou pedido de recuperação judicial no Estado de São Paulo, informou a companhia nesta sexta-feira.

Reuters

23 de novembro de 2012 | 20h47

O Grupo Rede teve oito distribuidoras sob intervenção da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a controlada Celpa, distribuidora de energia no Pará sob processo de recuperação judicial, teve sua aquisição formalizada pela Equatorial Energia no fim de setembro.

"A despeito dos esforços da administração junto a credores, clientes e potenciais investidores, o pedido de recuperação judicial mostrou-se inevitável diante do agravamento da situação de crise econômico-financeira da companhia", disse, em comunicado.

O pedido de recuperação judicial foi feito em conjunto com a Companhia Técnica de Comercialização de Energia (CTCE), QMRA Participações, Empresa de Eletricidade Vale Paranapanema (EEVP) e Denerge Desenvolvimento Energético.

Segundo a Rede Energia, a medida visa principalmente manter a continuidade de suas atividades, em especial no que se refere à sua gestão das participações majoritárias em concessionárias de distribuição de energia elétrica, sob intervenção governamental. Pretende, ainda, proteger seu valor, e atender aos interesses de credores.

Em outubro, Energisa e Copel informaram à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que têm interesse na compra do controle do grupo endividado.

Além disso, CPFL e Equatorial Energia assinaram um memorando de entendimentos com o objetivo de assumir o controle indireto do Grupo Rede.

(Por Juliana Schincariol)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.