Grupo viaja no Alto Rio Negro em busca de novos insetos

Com o desafio de coletar cerca de 100 mil exemplares de insetos da Amazônia, uma expedição com 20 pesquisadores parte no início de junho pelos rios do Alto Rio Negro. O grupo será liderado pelo entomólogo José Albertino Rafael, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). "Estima-se que na região sejam conhecidas de 25% a 30% das espécies existentes, então não tem como voltar da excursão sem material inédito", afirma Rafael.

AFRA BALAZINA, ANDREA VIALLI e LIÈGE ALBUQUERQUE, com AP, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2010 | 00h00

A viagem durará 21 dias. Foram escolhidos rios à margem esquerda do Rio Negro, como Padauari, Aracá e Demini. Farão parte do trabalho 11pesquisadores de universidades como USP e UFRJ, além de 4 técnicos de apoio e 5 estudantes de pós-graduação.

A equipe abusará de repelente, roupas especiais e mosquiteiros. "A floresta da região é foco de insetos transmissores de doenças endêmicas, como malária, dengue e leishmaniose."

Caça comercial poderá voltar a ser permitida

A caça comercial das baleias, abolida há 25 anos, poderá voltar a ser permitida. A proposta foi apresentada ontem pela Comissão Internacional da Baleia (CIB). Em 1986 foi decretada a moratória internacional para a caça comercial do mamífero e, desde então, países como Japão, Noruega e Islândia alegam caçar baleias apenas para fins científicos - o que é contestado por ambientalistas. A nova proposta da CIB prevê que os três países passem a pescar por dez anos, mas sob limites rígidos estabelecidos pela entidade, o que reduziria o volume total de animais capturados no mundo. A proposta será debatida em encontro internacional em junho, no Marrocos.

Homens preferem mulheres "ecológicas"

As americanas devem ser ecologicamente corretas para atrair os homens, segundo uma pesquisa realizada pelo grupo Timberland em razão do Dia da Terra, comemorado anteontem. Na pesquisa, feita com 1.025 americanos, 54% dos homens afirmaram que não teriam relacionamento com uma mulher que joga lixo em qualquer lugar. Um quarto deles se recusa a cortejar uma mulher que não recicla seu lixo, enquanto 23% sentem repulsa por aquelas que não apaguem as luzes. De acordo com a Timberland, "a pesquisa mostra que os homens americanos procuram o amor ecológico".

Site traz informações sobre transgênicos

O Centro de Avaliação de Riscos Ambientais lançou um novo site onde é possível acessar estudos e dados sobre regulamentação e aprovação de transgênicos, como o milho (foto) em todo o mundo: www.cera-gmc.org.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.