Grupos convocam ato para quarta-feira, 3, na Avenida Paulista

Intitulado 'Da Copa eu abro mão, quero dinheiro para Moradia, Saúde, Educação e Transporte de Qualidade', protesto questiona compromissos assumidos por Dilma

CAIO PROENÇA, ESPECIAL PARA A AE, Agência Estado

02 de julho de 2013 | 19h21

Movimentos sociais e partidos organizam pelo Facebook mais uma manifestação para esta quarta-feira, 3, na Avenida Paulista, em São Paulo. O ato está marcado para as 17 horas, com concentração na Praça Oswaldo Cruz, em frente ao Shopping Paulista, e foi convocado pelos grupos Rompendo Amarras, Assembleia Nacional dos Estudantes - Livre e Juntos, ligado ao PSOL, e endossado pelo Movimento Passe Livre nas redes sociais.

De acordo com a página do evento no Facebook, quase 2 mil pessoas confirmaram presença. Intitulado "Da Copa eu abro mão, quero dinheiro para Moradia, Saúde, Educação e Transporte de Qualidade", o protesto questiona os compromissos assumidos pela presidente Dilma Rousseff em resposta às manifestações recentes.

Segundo os organizadores, os cinco pactos propostos pelo governo "não são para os trabalhadores". Eles exigem que a presidente assuma como compromissos a instituição da tarifa zero, redução da jornada de trabalho, controle estatal sobre o preço de alugueis e pelo repasse de 10% do PIB para investimentos em Educação.

Mais conteúdo sobre:
ProtestosSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.