GT Advanced pede que tribunal de falência mantenha documentos sob sigilo

A GT Advanced Technologies, fornecedora da Apple, pediu que um tribunal de falência dos Estados Unidos mantenha sob sigilo alguns documentos chave relacionados a um terceiro, dizendo que isso faria com que a GT não precisasse pagar indenizações por um acordo de confidencialidade.

REUTERS

09 de outubro de 2014 | 13h01

A GT Advanced não revelou a identidade do terceiro ou a natureza das potenciais violações de contrato.

Em documento enviado ao tribunal de falência em New Hampshire nesta quinta-feira, a companhia também pediu que a audiência para tratar deste pedido seja feita fechada ao público.

"A GTAT reconhece a natureza incomum (e talvez sem precedentes) do pedido feito", disse a companhia no documento.

A GT Advanced disse que foi movida a fazer o pedido para evitar o risco de pagar indenizações de 50 milhões de dólares por violação.

(Por Tanya Agrawal)

Mais conteúdo sobre:
TECHGTADVANCEDTECHSIGILO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.