Guarujá registra duas chacinas em menos de 48 horas

Três pessoas foram assassinadas e três sobreviveram em mais uma chacina registrada somente neste ano na cidade do Guarujá, litoral sul paulista. Por volta das 21h de ontem, seis pessoas conversavam na altura do nº 700 da Rua das Magnólias, no Jardim Santo Antonio, quando desconhecidos armados, ocupando várias motos, pararam em frente ao grupo e começaram a atirar. Todas as vítimas foram levadas ao pronto-socorro do bairro, mas somente três sobreviveram.Morreram Nelson de Carvalho Caetano, de 33 anos, Luciano Ícaro da Silva Santos, de 30 anos, e Ricardo Pelegrini Lopes, de 21 anos. Continuam internados Michel Anderson Cruz de Oliveira, 20, Michel Bezerra Santana, 25 anos, e Maria José de Oliveira Souza, de 52 anos. O caso foi registrado no Distrito Policial Central de Guarujá pelo delegado Fabrício Godinho. Como todos os ocupantes das motos estavam de capacete, já torna-se mais complicado o trabalho de investigação da polícia.Essa é a segunda chacina em menos de 48 horas na cidade do Guarujá. Na madrugada de terça-feira (29), três jovens foram mortos a tiros em uma favela, localizada na Rua Uruguai, no bairro da Enseada. Josias Soares Mariano, de 18 anos, Renato Santos Cândido, de 16, e Aline Cruz Barbosa da Cruz dos Santos, de 18, estavam em um barraco quando três homens encapuzados e armados bateram na porta e chamaram um deles pelo nome. No momento em que a porta foi aberta, os bandidos entraram na casa e levaram as vítimas para o quintal, onde as executaram a tiros.

RICARDO VALOTA, Agencia Estado

01 de fevereiro de 2008 | 10h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.