Guarulhos vai manter sacolas plásticas

Ao contrário da maioria dos municípios paulistas, Guarulhos, na Grande São Paulo, não vai cumprir o acordo que prevê o fim da entrega de sacolas plásticas descartáveis nos supermercados a partir de 3 de abril. Na cidade, continuará em vigor lei municipal de 2006, que obriga todos os estabelecimentos - supermercados, hipermercados, atacadistas e varejistas - a entregar as sacolas.

O Estado de S.Paulo

17 Março 2012 | 03h06

"O que fazemos aqui é simplesmente cumprir o Código de Defesa do Consumidor, que obriga o prestador de serviço ou vendedor de produtos a finalizar as compras com qualidade", diz o diretor do Procon de Guarulhos, Jorge Wilson. Segundo Wilson, a lei municipal 6.186, de 23 de outubro de 2006, prevê pena de multa aos comerciantes que não entregarem a sacola.

"No mês passado, durante a divulgação do acordo, houve dúvidas, mas fizemos visitas para esclarecer os comerciantes de que, aqui, o acordo não vale", diz.

O acordo, feito entre a Fundação Procon e a Associação Paulista de Supermercados (Apas), prevê que, depois de 3 abril, os consumidores terão de levar sacolas para transportar as compras dos supermercados para casa porque as sacolas deixarão de ser entregues. / CHICO SIQUEIRA, ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.