Guilherme Fontes é condenado no Rio

CADERNO 2

, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2010 | 00h00

O ator Guilherme Fontes foi condenado a pouco mais de três anos de prisão por sonegação fiscal. A pena foi transformada em prestação de serviços comunitários por sete horas semanais durante um ano e pagamento de R$ 12 mil em cestas básicas. A defesa entrou com recurso, a ser avaliado na 4.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio. O processo refere-se ao período em que o ator captou recursos para filmar Chatô- o Rei do Brasil, em meados dos anos 90. Segundo a sentença, Fontes deixou de pagar mais de R$ 250 mil em ISS ao Rio, onde funcionava sua empresa. A sede da empresa oficialmente era Guararema (SP), onde o imposto teria sido recolhido durante um tempo. Ele nega o crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.