Guiné Equatorial substitui Marrocos como sede da Copa Africana de Nações

Guiné Equatorial, um dos menores países da África, vai substituir Marrocos como sede da Copa Africana de Nações de 2015, anunciou a Confederação Africana de Futebol (CAF) nesta sexta-feira.

REUTERS

14 Novembro 2014 | 10h30

Marrocos queria adiar o torneio devido a temores de disseminação do vírus Ebola, mas a CAF rejeitou o pedido e retirou a competição do país do norte da África, na terça-feira.

Guiné Equatorial, país produtor de petróleo e que tem o espanhol como idioma, cosediou a Copa Africana de Nações de 2012 com o vizinho Gabão, mas agora vai realizar sozinho o torneio de 16 times entre 17 de janeiro e 8 de fevereiro.

O país, no entanto, possui apenas dois estádios grandes, na capital Malabo e em Bata.

Ainda não está claro se o novo país-sede vai disputar a competição. A seleção de Guiné Equatorial foi desclassificada das eliminatórias por irregularidades.

(Reportagem de Mark Gleeson)

Mais conteúdo sobre:
AFRICA COPA NACOES GUINEEQUATORIAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.