Há várias opções de capim

Produtividade da braquiária decumbens já foi superada pela [br]braquiária brizantha e por outras espécies

Tânia Rabello, O Estado de S.Paulo

12 Novembro 2008 | 02h22

Quem cultivou pastagem há cerca de 15 anos e está reformando agora provavelmente tem um pasto antigo de Brachiaria decumbens, diz o pesquisador da Embrapa Haroldo Queiroz. "Foi um capim lançado na década de 70, cultivado em todas as regiões do País", explica ele, acrescentando que, agora, para quem vai plantar pasto de verão, há várias opções não só de braquiárias, mas de outras espécies. "Entre as braquiárias, há a B. brizantha (capim marandu), que tem maior potencial produtivo em terras de média a alta fertilidade", diz. "Mas é bom ter atenção: quanto mais você exporta nutrientes do solo, por intermédio da pastagem, maior a exigência em adubo", alerta. Um a sugestão do pesquisador, para quem não tem capital de porte para reformar e adubar todo o pasto, é começar a reforma de pequenas porções com B. decumbens, que é menos exigente em fertilidade, e ir substituindo-a aos poucos por outros capins mais exigentes em fertilidade, porém mais produtivos, como a B. brizantha e o Panicum maximum (capim tanzânia). PIQUETES Dividir o pasto em piquetes também é boa alternativa para ir reformando o pasto parceladamente. Foi o que fez o pecuarista Viacava, que dispõe de 2.500 hectares de pastagem em Presidente Venceslau (SP). "Estou reformando 100 hectares com o plantio de sorgo", conta o pecuarista. "O sorgo servirá, no futuro, para silagem." Segundo Viacava, esta porção de pasto já tem uns 15 anos e ali estava instalada a B. rosisiensis. "Vou plantar sorgo ali por pelo menos três safras, tornar a área bem fértil novamente. Depois coloco pastagem novamente", diz o criador. Outra área, de 400 hectares, Viacava reformou no ano passado e instalou a B. brizantha. "Gosto desse capim. Ele é resistente e ?limpa? o pasto, não deixa entrar planta invasora", conclui o pecuarista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.