Hamadi Jebali renuncia como premiê da Tunísia

O primeiro-ministro da Tunísia, Hamadi Jebali, renunciou nesta terça-feira após não ter conseguido formar um governo de tecnocratas e encerrar uma crise política no país.

Reuters

19 de fevereiro de 2013 | 15h32

"Prometi que se minha iniciativa não fosse bem sucedida, eu renunciaria e ... eu já o fiz", disse Jebali em entrevista coletiva, depois de se reunir com o presidente, Moncef Marzouki.

Jebali havia proposto formar um gabinete de tecnocratas apolíticos para encerrar protestos e tumultos políticos causados pelo assassinato do político de oposição secular Chokri Belaid.

(Reportagem de Tarek Amara)

Tudo o que sabemos sobre:
TUNISIAPREMIERENUNCIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.