Heliópolis tem participação ativa no projeto

A favela de Heliópolis, na zona sul de São Paulo, é uma das regiões de forte presença no Mootiro Maps. Por lá, o mapeamento da localidade contou com a adesão de crianças e adolescentes da própria comunidade. "Foram os próprios alunos das oficinas de Heliópolis que mapearam todos os telecentros, os grupos recreativos e as quadras esportivas da comunidade", afirma a alemã Daniela Mattern, idealizadora da ferramenta.

O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2012 | 02h05

Assim como Heliópolis, as comunidades paulistanas da Granja Viana, Jaguaré, Brasilândia, São Miguel Paulista, Americanópolis e Jardim Aracati também têm participação ativa no Mootiro. "Ao todo, 1903 organizações e quase 700 atrativos culturais já foram colocados no ar", comenta Daniela, a "alemã que não para de trabalhar", como é conhecida na região.

Com todas essas possibilidades, o Mootiro Maps já conseguiu estabelecer uma parceria com a Rede ANDI Brasil - entidade de comunicadores pelos direitos de crianças e adolescentes - e, recentemente, conseguiu obter a adesão do Instituto C&A. Por meio da parceira, o projeto comunitário recebeu a doação de R$ 140 mil. / D.L.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.