Hiddink descarta estender contrato com o Chelsea

O novo técnico do Chelsea, Guus Hiddink, descartou na sexta-feira qualquer possibilidade de estender seu curto contrato com a equipe inglesa para além do final da temporada. O treinador holandês, 62 anos, que assumiu o posto do brasileiro Luiz Felipe Scolari na última semana, também comanda a seleção da Rússia, que tenta se classificar para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. "Eu ajudarei até o final da temporada, apenas até o final da temporada", disse Hiddink em sua primeira coletiva de imprensa em Stamford Bridge, casa do Chelsea. Sua estreia será no sábado, fora de casa, contra o Aston Villa, que está dois pontos acima do quatro colocado Chelsea na Premier League. Hiddink afirmou que o proprietário da equipe, o russo Roman Abramovich, pediu que ele ficasse até que a temporada se encerre. "Eu tenho meu comprometimento em tempo integral com a federação russa que eu irei cumprir", afirmou. "Eu voltarei em março e também no final de maio. Eu apenas fiz isso porque como todo mundo sabe aqui há uma forte relação entre o proprietário russo e a federação russa. Eu ajudarei até o final da temporada." A Rússia joga pelas eliminatórias para a Copa do Mundo contra o Azerbaijão em 28 de março e contra Liechenstein, em 4 de abril. Depois enfrenta a Finlândia no dia 6 de junho. (Por John Mehaffey)

REUTERS

20 de fevereiro de 2009 | 08h42

Tudo o que sabemos sobre:
FUTCHELSEAHIDDINKCONTRATO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.