HIV pode ficar imune a tratamentos, diz estudo

O vírus da aids pode ficar imune a tratamentos para combatê-lo ao esconder-se na mucosa do intestino, segundo estudo divulgado neste sábado pela revista "Journal of Virology".Ainda segundo os cientistas da Universidade da Califórnia, o vírus HIV segue se multiplicando na mucosa do intestino apesar dos tratamentos antiretrovirais. Isso ocorre, de acordo com o estudo, ainda com as mostras de sangue dos pacientes indicando que os tratamentos a que eram submetidos mostravam resultados positivos."Este é o primeiro estudo que demonstra que, embora o tratamento atual contra o HIV tenha sucesso nos esforços para reduzir a carga viral e aumentar as células T no sangue periférico, não é tão efetivo na mucosa intestinal", comentou Satya Dandekar, diretora do Departamento de Microbiologia e Imunologia da Universidade da Califórnia."A verdadeira batalha entre o vírus e os indivíduos expostos se desenvolve no intestino imediatamente depois da infecção viral", assinalou Dandekar, que comandou o estudo. A microbióloga acrescentou que agora é necessário "focalizar os esforços na melhora do tratamento da mucosa, onde ocorre uma destruição em massa das células de imunização".A mucosa intestinal está vinculada a 70% do tecido linfático que constitui a principal barreira imunológica contra os vírus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.