Holanda declara alerta 'substancial' contra o terrorismo

O governo holandês elevou na quarta-feira para "substancial" o nível de alerta contra o terrorismo, citando um aumento no número de militantes islâmicos que viajam da Holanda para a Síria, bem como a radicalização dos jovens holandeses.

Reuters

13 de março de 2013 | 10h59

"A chance de um ataque na Holanda ou contra interesses holandeses no exterior cresceu", disse em nota a Coordenadoria Nacional para a Segurança e o Contraterrorismo.

"Quase cem indivíduos partiram recentemente da Holanda para vários países na África e Oriente Médio, especialmente a Síria."

A agência disse que os indivíduos que lutam pelo islamismo radical podem voltar e "inspirar outros na Holanda a seguir seus passos".

Mudanças políticas no Oriente Médio e Norte da África abriram espaço para uma expansão de grupos islâmicos radicais que não podem mais ser controlados pelas forças de segurança, disse a nota, acrescentando que a polícia e os serviços de inteligência estão investigando suspeitos e monitorando fontes.

A Holanda não sofreu ataques terroristas graves nos últimos anos, mas um holandês de origem radical assassinou em 2004 o provocativo cineasta Theo van Gogh, que criticava o multiculturalismo e o islamismo.

(Reportagem de Anthony Deutsch)

Tudo o que sabemos sobre:
HOLANDATERROR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.