Holandeses terminam recuperação de destroços de avião na Ucrânia

A operação de uma semana para recuperar os destroços do avião da Malaysia Airlines que caiu na Ucrânia foi encerrada, disse o governo da Holanda neste domingo.

REUTERS

23 Novembro 2014 | 16h22

Um trem de carga levou pedaços do Boeing 777 para a cidade de Kharkov, no leste da Ucrânia.

Os destroços da aeronave serão transportados para a Holanda e reconstruídos, como parte da investigação sobre as causas da queda do voo MH17 em 17 de julho.

"Apesar das circunstâncias complexas e da situação de segurança no local, a equipe foi capaz de realizar o trabalho conforme planejado", disseram as autoridades holandesas em um comunicado.

"Algumas partes do avião eram grandes demais para serem transportadas de trem e chegaram a Kharkov de caminhão ontem."

A queda, que acredita-se ter sido causada por um míssil terra-ar disparado a partir do território rebelde pró-Rússia, matou todos as 298 pessoas a bordo, das quais dois terços eram de holandeses.

(Por Anthony Deutsch)

Mais conteúdo sobre:
UCRANIA HOLANDA AVIAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.