Homem baleado por bandidos no Rio é salvo pelo celular

Um aparelho celular levado no bolso da camisa impediu que uma bala de revólver atravessasse o peito de um ex-militar vítima de assalto na noite desta terça-feira, 18, em Vila Isabel, na zona norte do Rio.

Estadão Conteúdo

19 Novembro 2014 | 13h13

Ubirajara Gonzaga Lopes estava em um bar quando três homens desceram de um carro preto e anunciaram o assalto, por volta de 23 horas. Segundo testemunhas, um dos frequentadores do bar teria reagido jogando uma cadeira na direção dos assaltantes que em seguida dispararam três tiros. Um dos tiros atingiu o abdome de Lopes. Outro tiro disparado na direção do peito do ex-militar acabou sendo desviado pelo aparelho celular, que ficou destruído.

O ex-militar foi operado durante a madrugada no Hospital Municipal Souza Aguiar e apresentava quadro estável pela manhã. Policiais foram ao local em busca de imagens de câmeras de segurança para tentar identificar os criminosos, que fugiram.

Mais conteúdo sobre:
violência Rio ex-militar celular

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.