Homem-bomba mata 5 policiais na Chechênia, dizem agências

Um homem-bomba matou pelo menos cinco policiais e feriu outros 12 neste domingo durante as festividades de um feriado em Grozny, capital da Chechênia, conturbada região da Rússia no Norte do Cáucaso, informaram agências de notícias russas.

REUTERS

05 de outubro de 2014 | 14h13

Local de duas guerras separatistas e uma insurgência islâmica, Chechênia tem visto um período de relativa calma sob o domínio do líder apoiado por Moscou, Ramzan Kadyrov, e os atentados suicidas têm sido uma ocorrência rara nos últimos anos.

O ataque aconteceu na entrada de uma sala de concertos onde as festividades foram planejadas para comemorar o feriado do dia da cidade de Grozny, que também é o aniversário de Kadyrov.

"Os policiais que estavam na entrada da sala de concertos notaram um jovem suspeito. Quando os policiais decidiram verificar o indivíduo, o homem se explodiu", disse um oficial da polícia local à agência de notícias RIA.

Não houve relatos imediatos de mortes ou ferimentos de civis, disse RIA.

O agressor era um jovem de 19 anos de Grozny, que desapareceu de casa há dois meses, informaram as agências, citando a polícia.

O último atentado suicida em Grozny foi em 2012 e matou pelo menos quatro soldados.

Mais conteúdo sobre:
MUNDORUSSIASUICIDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.