Homem confessa assassinato de idosa em cidade de SP

Preso há cerca de um mês, suspeito de assassinar três idosas, entre outubro e dezembro do ano passado, em Ribeirão Preto (SP), o pintor de paredes Altair Cesar das Neves, de 46 anos, confessou as autorias do crime à Polícia Civil. Ele estava preso por um dos crimes.

BRÁS HENRIQUE, Agência Estado

18 de fevereiro de 2011 | 14h29

Como os crimes eram semelhantes, a polícia continuou as investigações. Ele disse que é doente e que sente vontade de "esganar" pessoas. Neves se oferecia para ajudar as idosas que moravam sozinhas, ganhando a confiança delas, depois cometia os assassinatos, além de roubar pequenos objetos. Por isso, responde por latrocínio.

Em pelo um dos casos ele cometeu abuso sexual contra a vítima. A polícia deverá pedir um laudo sobre a sanidade mental de Neves e continuará investigando se ele participou de outros dois crimes. Duas das vítimas de Neves tinham 67 anos - uma delas, agredida em outubro, estava internada e morreu na última segunda-feira, 14, - e outra estava com 62.

Tudo o que sabemos sobre:
crimeviolênciaidosaRibeirão Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.