Homem de 48 mata por causa de namoro com menina de 14

Mãe e filha são assassinadas em Fortaleza; outras três pessoas da mesma família também são baleadas

Carmen Pompeu, Estadão

19 de novembro de 2007 | 15h28

Francisco de Assis Ribeiro da Silva, de 48 anos, confessou à polícia ter assassinado a tiros a estudante A.N.C.D., 14 anos, e a mãe dela, Adriana Cândido de Andrade, 30. Outras três pessoas da mesma família foram atingidas: a irmã mais nova da menina, de 13 anos, foi atingida na barriga e está em estado grave. O padastro da garota, Objeir de Almeida Lima, e um irmão dela foram atingidos e seguem em observação. Segundo a polícia, os assassinatos aconteceram por volta das 23 horas de sábado, 17. Revoltados com o crime, populares destruíram no domingo, 18, a casa onde Francisco morava. De acordo com a polícia, Francisco queria namorar a menina, mas a família não permitia. O sargento da Polícia Militar, Erialdo Bezerra, conta que o acusado e o padrasto da garota chegaram a discutir. "Ele disse que se a menina não fosse dele, não seria de mais ninguém", relata o policial. Depois de disparar contra a garota e a família dela, Francisco tentou suicídio. Ferido, ele permanece internado no Instituto doutor José Frota, em Fortaleza, onde foi operado. Em entrevista a programas de TVs cearenses, Francisco disse que a adolescente queria que ele se separasse da mulher para ficar com ela. Segundo a polícia, ele já respondia por crime de estupro em Juazeiro do Norte, contra outra adolescente de 13 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Fortalezafamília morta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.