Homem é suspeito de atear fogo na namorada em MG

Vítima identificada como Selma Sales, de 53 anos, está em estado grave no Hospital João XXIII

Marcelo Portela - O Estado de S. Paulo ,

29 Maio 2012 | 14h26

BELO HORIZONTE - Uma mulher teve 95% do corpo queimado no centro de Belo Horizonte no início da madrugada desta terça-feria, 29. Foi o segundo caso do tipo em cinco dias na capital mineira. Desta vez, o principal suspeito é o companheiro da vítima, que é procurado pela polícia. Ele não havia sido encontrado até o fim da manhã.

A vítima foi identificada como Selma Sales, de 53 anos, que permanece internada em estado grave no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS). Segundo a Polícia Militar (PM), testemunhas viram o casal discutindo em um ponto de ônibus na Avenida dos Andradas. O homem jogou gasolina na companheira, ateou fogo e fugiu. A suspeita é de que o crime tenha sido passional, mas o caso ainda será investigado pela Polícia Civil.

No sábado, 26, Ermelinda Vicente, de 33, que era moradora de rua, morreu no HPS com queimaduras em 80% do corpo. Ela foi atacada no dia anterior por um grupo de seis pessoas que, de acordo com a PM, fazem parte de um grupo de tráfico e teriam cometido o crime por causa de uma dívida de drogas.

Eles amarram a vítima, jogaram álcool em seu corpo e atearam fogo. O crime foi filmado pelas câmeras de segurança do centro da cidade. Os suspeitos tentaram fugir em um táxi, mas o veículo foi interceptado pela polícia. Entre os acusados está um adolescente de 17 anos.

Mais conteúdo sobre:
violênciamulher queimadaMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.