Homem faz refém em motel por 3 horas no Rio

Um homem de 36 anos, armado com uma suposta granada, manteve uma camareira e depois um segurança reféns em um motel em Madureira, na zona norte do Rio, na tarde de hoje, 23. Segundo a PM, ele aparentava estar embriagado. Para libertar os reféns, exigia a presença da imprensa e a entrega de um colete à prova de balas. Após três horas, ele se rendeu e foi preso. Ninguém se feriu.

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

23 de setembro de 2011 | 19h05

Éder Eleotério estava hospedado no motel Omaha, segundo funcionários contaram à PM. Por volta das 13h30 ele entrou no prédio, armado com um artefato que dizia ser uma granada e tentou render um garçom. O rapaz conseguiu se desvencilhar e então o homem rendeu uma camareira. Em seguida, o chefe da segurança do hotel, que seria policial civil, se ofereceu para ser trocado pela refém e o homem libertou a camareira.

A Polícia Militar foi chamada e começou a negociar com Eleotério a libertação do refém. Por volta das 16h30 ele libertou o segurança e foi preso. Segundo o Esquadrão Antibombas, o artefato não tinha poder explosivo e foi feito com papel higiênico e sacos de lixo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.