Homem que invadiu missa do aniversário de SP feriu 3

O homem que invadiu hoje a missa do aniversário de São Paulo na Catedral da Sé com um punhal feriu três pessoas, informou a Secretária Estadual de Segurança Pública. Segundo a secretaria, ele parecia estar embriagado. Além de ferir o integrante da Pastoral da Criança, Ivan Gomes, e o capitão da Polícia Militar, Mauro Rittiarele, como informado logo após o acontecimento, o homem também atingiu um segurança da Assembléia Legislativa - ainda não identificado -, que tentava imobilizá-lo para proteger as autoridades presentes. Participavam da missa, entre outros, o prefeito Gilberto Kassab (DEM), o subprefeito da Sé, Andréa Matarazzo, os ministros Luiz Marinho (Previdência ) e Carlos Lupi (Trabalho), os senadores Eduardo Suplicy (PT-SP) e Romeu Tuma (PTB-SP) e o presidente da Assembléia paulista, Vaz Lima, além do secretário da Justiça Ronaldo Marzagão, de d. Luiz Cappio, que fez a greve de fome contra a transposição do São Francisco, e do rabino Henri Sobel.As primeiras informações são de que os cortes foram superficiais, embora Gomes tenha deixado a Catedral sangrando muito. Logo após o incidente, a Polícia Militar retirou um outro homem do local, por estar embriagado. Ele não ofereceu resistência A missa dos 454 anos de São Paulo, na Catedral da Sé prosseguiu normalmente.

ANNE WARTH, Agencia Estado

25 de janeiro de 2008 | 12h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.