Homem se acorrenta em linha de trem para protestar

Um homem se acorrentou aos trilhos da linha utilizada pela América Latina Logística (ALL) e por pouco não foi atropelado por um trem de cargas nesta segunda-feira em Sorocaba (SP). O tráfego de trens ficou interrompido até a retirada do manifestante pela Polícia Militar.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

19 Março 2012 | 18h49

O músico Reinaldo Martins do Prado, de 50 anos, protestava contra projeto de instalação do Museu do Automóvel no prédio de uma processadora de laranjas, na zona leste da cidade. Ele se acorrentou ao trilho na frente do prédio, que pertence ao Estado. Prado disse ser contra a transferência do imóvel para um clube de colecionadores de carros antigos. Um trem que vinha na direção do manifestante foi obrigado a frear. O maquinista disse que só conseguiu parar porque os vagões estavam vazios. Após ser desvencilhado do trilho, o manifestante foi liberado.

Mais conteúdo sobre:
protestolinha do tremSorocaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.