'Homenagem não é a mim, mas às periferias', diz Regina

A atriz e apresentadora Regina Casé chegou no começo da noite ao Sambódromo do Anhembi em São Paulo para sua primeira participação no carnaval paulistano - já como homenageada. Ela é a grande estrela do enredo da Leandro de Itaquera sobre as periferias do País. A escola abre hoje o segundo e último dia de desfiles do Grupo Especial no carnaval paulistano. "A periferia de São Paulo tem por mim um carinho que eu não suspeitava", afirmou. Dizendo-se "muito feliz" com esse carinho, ela ressaltou que os protagonistas do enredo da Leandro são todos os moradores de periferia do País, que ajudam a fazer o carnaval. "A homenagem não é a mim, mas às periferias." A Leandro levará à avenida o samba-enredo "Leandro de Itaquera faz a Festa das Periferias do Brasil para o Mundo. Salve, Salve Nossa Estrela Regina Casé!", que trata da vida da atriz e das periferias. "Nunca esperei uma homenagem como esta no carnaval de São Paulo", disse a atriz. Regina chegou com antecedência de cerca de duas horas em relação ao horário previsto para o início do desfile, vestiu a fantasia - uma roupa camuflada, com botas e chapéu, tudo bordado com lantejoulas em tons de verde e marrom - e fez questão de conferir de perto cada um dos carros alegóricos da Leandro. Ela vai surgir na avenida no último carro, chamado "Central da Periferia", que é nome de um quadro seu apresentado no programa "Fantástico", da Rede Globo. A filha, Benedita, de 19 anos, estará sambando à frente do carro, que tem uma escultura gigante de Regina Casé e painéis de fotos de vários momentos da carreira dela.

CAROLINA FREITAS, Agencia Estado

21 de fevereiro de 2009 | 22h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.