Homens armados matam autoridade do Ministério do Interior do Egito

Assessor de ministro, general foi atacado por homens armados na frente de casa no Cairo

O Estado de S. Paulo,

28 de janeiro de 2014 | 08h01

Dois homens armados em uma moto assassinaram uma autoridade do Ministério do Interior do Egito do lado de fora de casa, no Cairo, nesta terça-feira, disseram funcionários do setor de segurança, num crime que aumenta a pressão sobre o governo apoiado pelos militares à medida que enfrenta uma insurgência islâmica.

"O general Mohamed Saeed, chefe do escritório técnico do ministro do Interior, foi atacado por homens armados", disse uma autoridade da área de segurança.

Militantes islâmicos têm realizado cada vez mais ataques contra as forças de segurança desde que o marechal de campo Abdel Fattah al-Sisi derrubou o presidente Mohamed Morsi, da Irmandade Muçulmana, em julho.

O assassinato desta terça-feira aconteceu dias antes do esperado anúncio da candidatura de Sisi à Presidência, e apenas horas antes de Morsi ser julgado por acusações de sequestro e assassinato de policiais após uma fuga de presos em 2011.

O Ministério do Interior confirmou a morte de Saeed. Ele era assessor do ministro do Interior, Mohamed Ibrahim, que sobreviveu a uma tentativa de assassinato no ano passado.

A violência política tem afetado os investimentos e o turismo no Egito, o país árabe mais populoso. / REUTERS

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Egito

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.