Homens são denunciados por morte de estudante no RJ

Dois homens foram denunciados hoje por homicídio triplamente qualificado contra um adolescente, nas imediações da Praça da Cantareira, em Niterói (RJ), no último dia 9 de maio. Eles também foram denunciados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) por tentativa de homicídio contra uma aluna e uma professora da Universidade Federal Fluminense (UFF), atingidas pelos disparos.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

17 Outubro 2011 | 21h06

Julio Leonardo Fulli Neves Brandão foi morto com três tiros ao sair da escola. De acordo com a denúncia, três homens em uma motocicleta dispararam contra a vítima. Duas mulheres que foram atingidas pelos disparos sobreviveram. Os tiros teriam sido disparados por um homem identificado apenas pelos apelidos de "Fato" ou "Rai".

Os três teriam planejado a execução de Julio porque ele era morador da Favela 94 e conhecia os suspeitos de matarem o irmão de um dos indiciados por rivalidade. Os denunciados são moradores do Morro do Palácio, dominado pela facção criminosa Amigos dos Amigos, e estão foragidos. "Como os envolvidos estão foragidos, é importante que a população forneça informações ao Disque-Denúncia (2253-1177) ou à Ouvidoria do MPRJ (127)", afirmou o promotor Cláudio Calo.

Mais conteúdo sobre:
polícia violência RJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.