Homossexual agredido em SP deixa hospital

O supervisor financeiro J.P., de 30 anos, que foi agredido na região da Avenida Paulista no dia 1º deste mês, teve alta do Hospital Nossa Senhora de Lourdes na tarde de hoje. Na semana passada, ele havia voltado para o hospital por motivos não divulgados.

MARCELA BOURROUL GONSALVES, Agência Estado

10 de outubro de 2011 | 18h23

Ele e seu companheiro, o analista fiscal Marcos Paulo Villa, de 32 anos, alegam terem sido agredidos com socos e pontapés por dois homens que os seguiram desde uma casa noturna na Rua Bela Cintra, de onde eles haviam saído. O caso aconteceu em frente ao restaurante Mestiço, na Rua Fernando de Albuquerque. J.P. teve a perna direita fraturada em dois pontos, além de hematomas na nuca e nas pernas.

Mais conteúdo sobre:
homofobiacrimeviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.