Honduras aprova extradição de traficante ligado a cartel de Sinaloa

A Suprema Corte de Justiça de Honduras votou na sexta-feira a favor da extradição aos Estados Unidos de um importante líder do narcotráfico local ligado ao cartel mexicano de Sinaloa, em meio a temores de represálias contra o governo, que declarou guerra contra o crime organizado.

Reuters

03 de maio de 2014 | 10h36

Carlos Arnoldo Lobo Alemán, conhecido como "O Lobo Negro", será enviado aos EUA na próxima semana, na primeira ação desse tipo em Honduras. A decisão reflete reforma legal promovida pelo presidente direitista Juan Orlando Hernández no início de 2012, quando era presidente do Congresso.

Antes da reforma da Constituição, Honduras não permitia a extradição de cidadãos do país a países estrangeiros.

(Reportagem de Gustavo Palencia)

Tudo o que sabemos sobre:
HONDURASTRAFICANTESINALOA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.