Hormônio pode aumentar risco de câncer

Uma nova pesquisa sugere que o uso prolongado de qualquer tipo de hormônio para amenizar os sintomas da menopausa podem aumentar o risco de a mulher desenvolver câncer de mama.

CHICAGO, O Estado de S.Paulo

02 Abril 2012 | 03h05

Já se sabe que tomar pílulas que combinam estrogênio e progestina - a forma mais comum de tratamento hormonal - podem aumentar o risco de câncer. Mas considera-se que a mulher que teve o útero extirpado poderia tomar apenas estrogênio, que seria seguro.

Mas o novo estudo, feito por médicos do Brigham and Women's Hospital, de Boston (EUA), sugere o contrário, se essas pílulas são usadas por dez anos ou mais. Os especialistas indicam tomar as menores doses pelo tempo mais curto possível.

A pesquisa, liderada pela médica Wendy Chen, acompanhou cerca de 60 mil mulheres e foi apresentada ontem em uma conferência sobre câncer realizada em Chicago. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.