Hospitais que atendem 70 cidades de SP estão em greve

Os serviços de saúde de três hospitais, de um ambulatório de especialidades e de uma maternidade de Bauru (SP), que atendem milhares de pacientes de 70 municípios da região Centro-Oeste do Estado de São Paulo, estão paralisados parcialmente. Trata-se da greve dos 3,4 mil funcionários da Fundação para o Desenvolvimento Médico Hospitalar (Famesp), autarquia estadual que administra os hospitais de Base, Estadual e Manuel de Abreu, além do AME e da maternidade Santa Isabel, todos de Bauru.

CHICO SIQUEIRA, Agência Estado

25 de julho de 2013 | 18h36

Segundo o sindicato da Saúde, a paralisação atingiu de 30% a 50% do quadro de servidores. Os grevistas pedem reajuste salarial de 20%, vale-refeição de R$ 400,00, auxílio-creche de R$ 200,00 e contratação de mais funcionários. A greve ocorre no momento em que há filas para atendimento. No pronto-socorro central, por exemplo, dezenas de pessoas esperavam por atendimento. Na próxima terça-feira, 30, grevistas, secretaria estadual de Saúde e Ministério Público do Trabalho se reúnem para tentar pôr fim à paralisação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.